Blog da Física FHM

2 ano


28/11/2011


 
 

Escrito por Vildemar Lavor às 09h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/11/2011


 
 

A luz. 2° ano

Escrito por Vildemar Lavor às 21h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/09/2011


 
 

FUNCIONAMENTO DE UM MOTOR ELÉTRICO

Escrito por Vildemar Lavor às 15h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/06/2011


 
 

AVALIAÇÃO DE FÍSICA (2°ANO)

1-     1- (VunesSP) Aquece-se certa quantidade de água. A temperatura em que irá ferver depende da:

a)      Temperatura inicial da água

b)      Massa da água

c)       Pressão ambiente

d)      Rapidez com que o calor é fornecido

e)      Quantidade total do calor fornecido

2- (UF-GO/ adaptada) É comum, entre estudantes do segundo grau,

a idéia de que a Física é uma disciplina difícil, muito teórica e de pouca utilidade para a nossa vida.

Alguns até dizem “pra que física no vestibular, se nunca mais vou precisar dela?”.

Essa concepção é equivocada, pois os conceitos, leis e princípios da Física estão presentes na

compreensão de muitas situações do cotidiano. Por exemplo:

i-                    Os alimentos cozinham mais rapidamente numa panela de pressão do que numa panela comum,

porque com o aumento da pressão a água entra em ebulição a uma temperatura maior que 100°C.

ii-                   Ao esquecer aquela cervejinha dentro do congelador, você a encontra estourada.

Isso aconteceu porque a temperatura muito baixa faz o vidro trincar.

iii-                 Costumam-se utilizar bolinhas de naftalina em armários para afastar insetos.

Passados algum tempo, nota-se que as bolinhas desaparecem. Isso não porque a barata

comeu a naftalina, mas porque esta sublimou à temperatura ambiente.

Qual(is) (é)são (a)s afirmativa(s) verdadeira(s)?

a)      i

b)      i e ii

c)       ii e iii

d)      i e iii

e)   i, ii e iii


3- “Por esse motivo, a água dentro de uma moringa (ou filtro) de barro se mantém fresca.

Como o barro é poroso, ele permite a X da água, resfriando-a.”

O termo que melhor substitui a letra “X” na frase acima é:

a)      Condensação

b)      Evaporação

c)       Ebulição

d)      Fusão

e)      Siblimação

(para resolver a questão 4 )

Um cubo de 1,0kg de gelo acha-se no interior de um recipiente.

inicialmente a -10°C. Através de um aquecedor com potência de 1,0kW, o gelo é aquecido, 

transformando-se em vapor a 100°C, sob pressão normal.   

Dados: Calor específico sensível do gelo = 0,50 cal/g°C 

            Calor específico sensível da água = 1,0 cal/g°C 

            Calor específico latente de fusão do gelo = 80 cal/g 

            Calor específico latente de vaporização da água = 539 cal/g 

 

 

04. Nessa transformação, a quantidade de calor fornecida ao sistema é de, aproximadamente:  

 

a) 156kcal

b) 593kcal 

c) 724 kcal

d) 829 kcal

e) 1000 kcal     

05- A superficie externa de uma lata de refrigerante torna-se coberta de gotículas de água em um dia

úmido, ao ser levada à mesa, após ter sido retirada do congelador, onde permaneceu algumas horas.

A passagem de estado físico que representa o fenômeno descrito é conhecido por:

a) vaporização

b) condensação

c) sublimação

d) ebulição

e) solidificação

06- Utilizando os mesmos dados da questão 4, quanto de calor 100g de gelo necessitam receber

para serem aquecidos de -30°C a 10° C ?

a) 500 cal

b)1000 cal

c) 1500 cal

d) 10500 cal

e) 1050 cal

Escrito por Vildemar Lavor às 23h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/05/2011


 
 

Avaliação Parcial 2 ano

1)

2)

3)

4) (Unicamp-SP) "Sobre o aquecimento da terra e o efeito estufa.

Pode-se estar certo de que, apesar do contínuo crescimento do teor em CO2 da atmosfera

desde os começos da era indistrial, o clima não conheceu aquecimento no século XX. As normais 

medidas entre 1951 e 1980, em relação ao periodo 1921-1950 mostram, ao contrário, uma baixa

(não significativa) de - 0,3°C. De qualquer modo, a evolução é muito lenta, e dezenas de anos são 

necessários para que se registrem uma mudança climática. O apocalipse anunciado - fusão de glaciares

,elevação do nível do mar etc. - não é seguramente para amanhã. se é necessário lutar contra a poluição

, a degradação do meio ambiente, devemos fazê-lo com os olhos abertos, com base em análise científicas

e não nos limitando a gritar :' está pegando fogo!'."

(KAISER, B. Pour une analyse non conformiste de notre societé, fev.92, (mimeo)...)

a) o que é o efeito estufa?

b) Em que se baseia o autor na sua crítica aos que anunciam o apocalipse relacionado às mudanças

climáticas?

5)

6)

LABORATÓRIO MULTIDISCIPLINAR DE CIÊNCIAS

Comente umas das curiosidades do mural "Ciências já" e faça uma

crítica em relação a essa curiosidade.

BOM DESEMPENHO!  PRESERVE SEMPRE! 

Escrito por Vildemar Lavor às 20h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/05/2011


 
 

PARA OS NÚMEROS ÍMPARES!

OBSERVE A FIGURA E RESPONDA ATRAVÉS DE COMENTÁRIOS !! 
OBS: OS VISTOS DE VOCÊS SÓ SERÃO AVALIADOS PELOS COMENTÁRIOS !

Escrito por Vildemar Lavor às 22h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/03/2011


 
 

REVISÃO PARA A AVALIAÇÃO PARCIAL

DATA DA AULA: 21/03/2011

DURAÇÃO: 2 AULAS

CONHECIMENTO PRÉVIO: Calor, temperatura, escalas termométricas, dilatação linear, superficial e volumétrica

ESTRATÉGIAS: Uso dos Laptops do UCA, uso do blog.

DESENVOLVIMENTO:  Bem alunos, as avaliações parciais se aproximam, então a aula de hoje faramos uma revisão

para que todos possam tirar sua dúvidas. atentos para a aula de hoje!

Escrito por Vildemar Lavor às 11h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

28/02/2011


 
 

DILATAÇÃO VOLUMÉTRICA

 

DATA DA AULA : 28/02/2011

ASSUNTO:  DILATAÇÃO VOLUMÉTRICA
DURAÇÃO : 2 AULAS (50 MIN CADA)
CONHECIMENTO PRÉVIO: DILATAÇÃO LINEAR E SUPERFICIAL.
ESTRATÉGIA: USO DOS LAPTOPS DO UCA, USO DO BLOG E LIVROS DIDÁTICOS.

DESENVOLVIMENTO: É aquela em que ocorre quando existe variação das três dimensões de um corpo: comprimento, largura e espessura.

Com o aumento da temperatura, o volume da figura sofre um aumento V, veja a figura abaixo:

em que,

Em que

V i = volume inicial.

V f = volume final.

= variação de volume (dilatação volumétrica).

Em que y é o coeficiente de dilatação volumétrica do material que constitui o corpo.

O coeficiente de dilatação volumétrica y é aproximadamente igual ao triplo do coeficiente de dilatação linear α, isto é y =3α

Exemplo: Um recipiente de vidro tem capacidade de 600cm 3 a 15ºC. Sabendo-se que a vidro = 27 . 10 -6 C -1 determine a capacidade desse recipiente a 25ºC.

Resolução:

Cálculo de g :


Cálculo de V f :


Resposta:

A capacidade a 25ºC é de 600, 486 cm³.

Agora façam as atividades do livro da página 184 (20,21 e 22) e pag 185 (25).

REFERÊNCIAS: 

http://www.brasilescola.com/fisica/dilatacao-volumetrica.htm:

http://geocities.ws/saladefisica8/termologia/volumetrica.html


 

Escrito por villdemarlavor às 11h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/02/2011


 
 

DILATAÇÃO SUPERFICIAL

OLÁ ALUNOS, vamos contiunuar nossa aula sobre dilatação, o assunto de hoje ser´sobre DILATAÇÃO SUPERFICIAL.

Os corpos, quando submetidos à variação de temperatura, têm as suas dimensões alteradas, essa variação é chamada de dilatação térmica.

A
dilatação superficial é aquela na qual ocorre variação na área do corpo, ou sej em duas dimensões(comprimento e largura). Considere a placa metálica descrita na gravura abaixo:


Inicialmente, a temperatura inicial é to, a placa tem área inicial So. Após ser aquecida por uma fonte de calor, a sua área ganha novas dimensões,ou seja, ela se expande em razão do aumento no grau de agitação das moléculas que a compõem. Agora com temperatura final t, a placa metálica passa a ter área final S. A variação de área sofrida pela placa pode ser determinada da seguinte forma:

ΔS = S – So (I)

Experimentalmente podemos mostrar que a variação da área sofrida pela placa é proporcional à variação da temperatura sofrida pela mesma, matematicamente temos a seguinte relação que determina a dilatação superficial, veja:

ΔS = SoβΔt (II)

Onde β é chamado de coeficiente de dilatação térmica superficial do material que constitui a placa, ele é igual a duas vezes o valor do coeficiente de dilatação térmica linear (α), veja: β = 2α.

Para saber qual a área final da placa após ela ser aquecida podemos substituir a equação I na equação II, temos:

S – So = SoβΔt

EX:  Uma placa retangular de alumínio tem 10cm de largura e 40cm de comprimento, à temperatura de 20ºC.

Essa placa é colocada num ambiente cuja temperatura é de 50ºC. Sabendo que al = 46.10-6 °C-1, calcule:

a) A dilatação superficial da placa.

b) A área da placa nesse ambiente.

Solução:
a) Cálculo da área inicial:

Si = 10 . 40 = 400cm2

Calculo da dilatação superficial:

S = Sit S = 400.46.10-6.(50 - 20)

S = 0,522cm2

b) Sf = Si + S Sf = 400 + 0,552

Sf = 400,552cm2  .

 AGORAM SÃO VOCÊS..EXERCITEMEsportista FAÇAM AS ATIVIDADES DO LIVRO! BOM DESEMPENHO...

Escrito por villdemarlavor às 17h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/02/2011


 
 

dilatação dos sólidos (dilatação linear)

AULA 21/02/2011

OLá alunos, essa é a nossa primeira aula do blog da física! Atentos para a aula de hoje!

REVISANDO........Na correria

Na aula passada estudamos as escalas termométricas e suas transformações!

Vamos estudar a apartir de hoje, a expansão(dilatação) térmica dos sólidos e dos líquidosRiso

Dilatação térmica é o fenômeno pelo qual o corpo sofre uma variação nas suas dimensões, quando varia a sua temperatura.

A dilatação de um sólido com o aumento de temperatura ocorre porque com o aumento da energia térmica aumentam as vibrações dos átomos e moléculas que formam o corpo, fazendo com que passem para posições de equilíbrio mais afastadas que as originais.

vamos estudar as dilatações lineares, superficiais, volumétricas e dos líquidos.

dilatação linear  é aquela que ocorre variação em apenas uma dimensão, ou seja, o comprimento do material. Imagine a seguinte situação: uma barra de metal de comprimento Li à temperatura ti, é aquecida até uma determinada temperatura tf. O que se percebe é que a barra, após o aquecimento, não tem mais o mesmo comprimento, ou seja, ela sofreu uma variação na sua dimensão, no seu comprimento, ela dilatou. Veja:

Onde ΔL = Lf – Li é a variação do comprimento, ou seja, a dilatação linear da barra. E Δt = tf – ti é a variação da temperatura da barra. Experimentalmente verifica-se que:

- o comprimento inicial (Li) é proporcional à temperatura inicial (ti);
- o comprimento final (Lf) é proporcional à temperatura final (tf);
- a dilatação linear depende do material que constitui a barra.

Mediante essas constatações foi determinada a seguinte equação para dilatação linear dos corpos: ΔL = Liα Δt, onde α é denominada de coeficiente de dilatação linear, é uma constante característica do material que constitui o corpo. Por exemplo, para o alumínio temos que α = 0,000023 por °C (ou °C-1), isso quer dizer que o alumínio dilata 23 milionésimos de seu comprimento a cada 1°C de variação na sua temperatura, ou seja, uma dilatação muito pequena e que possivelmente só pode ser vista em microscópio.

veja um exemplo dessa situação: antes sem esse conhecimento de dilatação, olhe o que ocorria:

agora com esse conhecimento:

vamos agora aprender a calcular a variação de dilatações lineares.

EX 1: (VUNESP-SP) A dilatação térmica dos sólidos é um fenômeno importante em diversas aplicações de engenharia, como construções de pontes, prédios e estradas de ferro. Considere o caso dos trilhos de trem serem de aço, cujo coeficiente de dilatação é α = 11 . 10-6 °C-1. Se a 10°C o comprimento de um trilho é de 30m, de quanto aumentaria o seu comprimento se a temperatura aumentasse para 40°C?

a) 11 . 10-4 m
b) 33 . 10-4 m
c) 99 . 10-4 m
d) 132 . 10-4 m
e) 165 . 10-4 m

RESOLUÇÃO:

O cálculo da dilatação linear ΔL, do trilho é:

ΔL = L0 . α . Δθ

ΔL = 30 . (11 . 10-6) . (40 – 10) = 99 . 10-4 m

RESPOSTA: C

2. (UFPE) - O gráfico abaixo representa a variação, em milímetros, do comprimento de uma barra metálica, de tamanho inicial igual a 1,000m, aquecida em um forno industrial. Qual é o valor do coeficiente de dilatação térmica linear do material de que é feita a barra, em unidades de 10-6 ºC-1.

RESOLUÇÃO:

ΔL = L0 .
α . Δθ

15 = 1000 . α . (500 - 0)

α = 30. 10-6 ºC-1

RESPOSTA: 30

 

3. O que acontece com o diâmetro do orifício de uma coroa de alumínio quando esta é aquecida?

RESOLUÇÃO

A experiência mostra que o diâmetro desse orifício aumenta. Para entender melhor o fenômeno, imagine a situação equivalente de uma placa circular, de tamanho igual ao do orifício da coroa antes de ser aquecida. Aumentando a temperatura, o diâmetro da placa aumenta.


Agora façam as atividades do livro de vocês.

pag: 178 (1,2)

pag 179 ( 4,7, 8) bom desempenho a todos! Jóia

Escrito por villdemarlavor às 08h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, IGUATU, ALENCAR, Homem

Histórico